A história do Comida di Buteco começa em 1999, quando Eduardo Maya – então produtor e apresentador do programa “Momento Gourmet”, da extinta Rádio Geraes FM – apresentou à emissora a proposta de um concurso que elegesse o melhor tira-gosto de boteco da capital. A idéia logo ganhou a adesão de João Guimarães – proprietário da emissora – e de Maria Eulália Araújo – diretora-executiva da rádio – que, imediatamente, sugeriu o nome do evento.

A primeira edição aconteceu no ano seguinte (2000), em Belo Horizonte, com apenas 10 botecos participantes. O resultado foi melhor que o esperado, com sucesso de público e crítica. Nos anos seguintes, o Comida di Buteco só cresceu, mesmo com o fim da Rádio Geraes FM, em 2005, se tornando uma empresa independente.

A cada ano, mais e mais pessoas se envolviam no concurso, transformando o Comida di Buteco em referência nacional. Em 2008, o concurso entrou no conceituado Guia 4 Rodas (Editora Abril) e passou a ser realizado em diversas cidades do interior de Minas Gerais e em outros estados. Neste ano também, dois novos sócios se uniram ao projeto: Ronaldo Perri e Flávia Rocha, com a missão de expandir o conceito a outras praças.

Os números atuais do Comida di Buteco impressionam, o evento está presente em 11 cidades e, só em Belo Horizonte, o público participante é estimado em cerca de 800 mil pessoas por edição, com mais de 164 mil votos nos pratos participantes (Vox Populi / 2009). A festa “A Saideira” – que tradicionalmente marca o encerramento e a premiação do concurso – se tornou um dos eventos mais esperados da cidade e recebe mais de 22 mil botequeiros nos dias em que é realizado.

O Comida di Buteco se tornou também um fenômeno de comunicação. Em 2009, a mídia espontânea do projeto superou o valor de 15 milhões de reais, tendo o Comida di Buteco figurado nos principais veículos da mídia nacional e importantes publicações internacionais, como o NYTimes e La Nacion.
fonte:http://http://www.comidadibuteco.com.br/home.php?i=7

Anúncios